Autores Internacionais na XVI Bienal do Livro Rio





A XVI Bienal do Livro Rio acontece no Riocentro entre 29 de agosto 3 e 8 de setembro. A expectativa é que, ao longo dos 11 dias, cerca de 600 mil pessoas passem pela área de 55 mil metros quadrados divididas em três pavilhões, onde estarão instalados 950 expositores.

Com o número recorde de 29 nomes internacionais compondo a programação oficial (foram 21 em 2011 e 18 em 2009), a Bienal receberá representantes dos mais diversos segmentos da literatura mundial, contemplando todos os públicos e reforçando a pluralidade que se tornou uma das marcas registradas do evento.

A Bienal promoverá nesta edição encontros com ficcionistas premiados, autores de obras que circulam entre as listas de mais vendidos, especialistas em arte, biógrafos, historiadores e roteiristas, entre outros grandes escritores que compõem o maior e mais variado time de escritores dos seus 30 anos de trajetória.

A lista é capitaneada pelo americano Nicholas Sparks, um dos autores mais lidos no mundo – são quase 100 milhões de exemplares de romances como Diário de uma paixão, Querido John e o recente À primeira vista (Arqueiro) impressos em 45 línguas e devorados por leitores de todas as idades.

Outro fenômeno editorial que estará na Bienal é James C. Hunter (EUA), de O monge e o executivo (Sextante), que já vendeu três milhões de cópias apenas no Brasil. 

Já a nova literatura erótica, febre mundial, chegará ao evento junto de um de seus maiores expoentes, a americana Sylvia Day (EUA), responsável pelo best-seller Toda sua, enquanto o sempre querido gênero conhecido como chic lit terá como representante a cultuada Emily Giffin (EUA), de romances como Presentes da vida e Ame o que é seu (Novo Conceito).

A Bienal receberá também o moçambicano Mia Couto, recentemente laureado com o Prêmio Camões – a mais importante honraria relacionada à literatura em língua portuguesa – por conta de obras como Terra sonâmbula e O último voo do flamingo (Companhia das Letras).

O americano Matthew Quick autor de O lado bom da vida (Intrínseca), também estará presente no Rio. O livro já vendeu mais de 250 mil exemplares apenas no Brasil. Quick, que lançará novo livro durante a Bienal, abordará essa experiência em seu encontro com os leitores.

Para ver a programação completa, click aqui.


José Almeida Júnior

3 comentários

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Amei a postagem, está bem completa, com tudo o que precisam saber sobre a Bienal (:
    É uma pena que eu não vá ): Ai, ai, agora é só esperar para que no ano que vem, em SP, seja tão boa quanto. Queria tanto ver o Nicholas Sparks...
    Abraços,
    Karol.
    http://heykarol.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi querido!

    Eu queria muito autógrafos do Matthew e do Sparks, mas não estarei lá no mesmo dia que eles :/ uma pena!

    Um beijo
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir